Project Details


Name As onças pintadas do Contínuo de Paranapiacaba: identificação individual, estimativa populacional e apropriação pela sociedade   FAPESP Project
Validity Date 01/02/2020 - 01/01/2023
Team Beatriz de Mello Beisiegel / ICMBio Cristiano Trapé Trinca / Trinca- Ciência, tecnologia e consultoria ambiental Francesca Belém Palmeira / AnalisaR Kátia Pisciotta / Fundação Florestal - DLS Thiago Borges Conforti / Fundação Florestal - PEI, PENAP e EEc Xitué Juliana Conrado / Fundação Florestal - PETAR Pietro Scarascia / Fundação Florestal - PECB Rodrigo Aguiar / Fundação Florestal - APA Quilombos do Médio Ribeira Mariana Landis / Instituto Manacá
Participating Institutions ICMBio e Fundação Florestal
Biome Mata Atlântica
Abstract A onça pintada (Panthera onca), o predador de topo nos neotrópicos, originalmente ocupava toda a América do Sul e Central, até o sudoeste da América do Norte, mas atualmente ocorre em apenas 54% de sua distribuição original, sendo classificada globalmente como Quase Ameaçada (NT), no Brasil como Vulnerável à extinção (VU) e, na Mata Atlântica, como Criticamente em perigo de extinção, por ter uma população de menos de 250 indivíduos adultos diminuindo continuamente devido à caça e às perdas de habitat, de qualidade de habitat e de base de presas. Este projeto, que vem sendo conduzido desde 2008, estimou a população de onças pintadas no Contínuo de Paranapiacaba, (PE Intervales, PE Carlos Botelho, PE Nascentes do Paranapanema, PETAR, EE Xitué e grandes florestas particulares vizinhas) umas das áreas-núcleo para a conservação da espécie na Mata Atlântica, com uma densidade de 0.29 -1.17 indivíduos/100 km2, ou cerca de 20 indivíduos. Os dados que subsidiaram esta estimativa foram obtidos de 2009 a 2011. Desde então, eventos muito relevantes para a conservação da espécie ocorreram: boa parte do Contínuo de Paranapiacaba foi reocupada pelos queixadas, Tayassu pecari, uma das principais presas da onça pintada ao longo de toda a sua distribuição geográfica; por outro lado, onças conhecidas e outras de relevância para a população do Contínuo foram assassinadas por caçadores. A empatia pelos animais é um fator importante para a motivação para agir em favor da conservação. Nesse sentido, a valorização individual de animais de espécies bandeira tem um imenso potencial de mobilização, como recentemente evidenciado pela comoção causada pelo assassinato do leão Cecil. O monitoramento fotográfico das onças pintadas realizado por este projeto no Mosaico de Paranapiacaba tem possibilitado a inferência de histórias de vida e relações familiares entre as onças da área e confirmado o potencial de mobilização da sociedade a favor da conservação da espécie. Portanto, atualmente os objetivos do projeto são atualizar a estimativa da população de onças pintadas do Contínuo de Paranapiacaba, estabelecer o início do programa de identificação dos indivíduos de onças pintadas da Mata Atlântica costeira de São Paulo e levar ao conhecimento da sociedade, de forma ampla e por profissionais de comunicação, as onças pintadas do Contínuo de Paranapiacaba, como indivíduos com histórias de vida e relações familiares únicas, promovendo a sensação de familiaridade da sociedade para com a espécie e sua conservação.
Expected Products Estimativa populacional de Panthera onca no Contínuo de Paranapiacaba Folder de divulgação "As onças pintadas do Contínuo de Paranapiacaba" Livreto "As onças pintadas do Contínuo de Paranapiacaba" Artigo a ser submetido à Ecography Filmes curtos e material para divulgação científica
Keywords Biota-FAPESP Program, mamíferos médios e grandes, Mata Altântica
Occurrences 6
Project List